Secretaria de Obras e Serviços Urbanos atende primeiras demandas e detalha plano de ações

Secretaria de Obras e Serviços Urbanos atende primeiras demandas e detalha plano de ações

Com 30 dias à frente da pasta que unifica as demandas por obras e por serviços urbanos no município, o secretário Carlos Pires Junior falou ao Jornal Cataguases a respeito dos principais desafios encontrados, as prioridades já atendidas no período, e esclareceu sobre o andamento e plano de trabalho para o ano, inclusive a respeito da sazonalidade de algumas atividades de manutenção. “Nosso maior entrave nesses primeiros dias de governo tem sido o déficit de funcionários. Cerca de 20% deles estão afastados por idade ou comorbidades, devido ao risco do coronavírus”, explicou. Por isso, nestes primeiros dias, a secretaria uniu forças com a mão de obra que segue na ativa. Em esquema de mutirão, se juntaram ao pessoal da empresa contratada para a realização de serviços de varrição, a fim de atender às demandas mais emergenciais por limpeza das vias públicas.

Nas primeiras semanas de janeiro, a prefeitura priorizou também os serviços de manutenção de calçamento nos trechos mais críticos, bem como a desobstrução de bueiros e de redes, que necessitaram de reparos mediatos, por causa das chuvas mais intensas do início do mês. “Esta é uma época do ano em que nos voltamos mais para o atendimento de situações críticas demandadas pelas chuvas, por isso, visamos a uma manutenção preventiva para minimizar esses danos comuns nos períodos chuvosos. Por isso mesmo, o patrolamento das estradas rurais, os serviços de poda, as desobstruções de redes pluviais e o reparo de calçamentos são realizados de
forma mais intensa e planejada, especialmente, nos meses de estiagem”, explicou Carlos Pires, detalhando, por exemplo, que o nivelamento das estradas rurais deverá ser acompanhado de um trabalho também de mutirão com a limpeza das estradas e até dos córregos e nascentes, com alcance para a preservação ambiental.

O secretário disse ainda que o esforço por unir mais as equipes de Serviços Urbanos tem sido fundamental para o êxito imediato nos serviços de limpeza e de manutenção das vias públicas, o que contou, inclusive, com atividades noturnas, com apoio da Defesa Civil, evitando transtornos no trânsito durante o dia. Carlos Pires justificou ainda a necessidade de priorizar nos primeiros dias a limpeza da região central, já que todo o centro da cidade é imprescindível como área de circulação e de usufruto de todos os cataguasenses. Mas ressaltou que muitos pontos críticos nos bairros também já receberam manutenção.

Outra frente de trabalho tem sido na reparação de calçamento em trechos que sofreram intervenção de serviços da Copasa, resolvendo a urgência do problema dos mora dores, mas levando a cobrança da Prefeitura para ser negociada com a companhia de saneamento.

O secretário disse ainda que a usina de asfato instalada no Almoxarifado vai seguir operando, atendendo às demandas por tapa-buracos e obras de asfaltamento. “Neste caso, o diferencial é que vamos aproveitar melhor uma equipe de servidores já acostumada e com experiência em trabalhar
asfalto”, afirmou.

OBRAS – Carlos Pires informou ainda que a fiscalização será fundamental para o melhor andamento das obras da prefeitura. “Todas as obras serão devidamente vistoriadas”, destacou. O secretário falou sobre as obras emergenciais realizadas no ano passado, os muros de arrimo em gabião na Vila Minalda e na Avenida Meia Pataca, o muro de concreto na Rua Eponina
Peixoto, na Granjaria, e as aduelas em concreto na ponte que dá acesso ao bairro Ibraim. “Mesmo essas obras, tidas como já concluídas, estão sendo revistas, para que sejam feitas correções. Para isto, estamos notificando as empreiteiras no sentido de entregar o serviço conforme prevê o contrato e para que possamos elaborar o termo de finalização de cada obra”. Ele lembrou ainda que há ajustes a serem feitos nas obras dos campos de futebol, de praças e das creches.

O secretário de Serviços Urbanos e interino de Obras falou também como vem encarando o desafio de acumular numa pasta as demandas por obras e os serviços de manutenção no município. “É uma grande oportunidade de gerar melhores resultados para Cataguases, já que essas demandas estão interligadas. Essa aproximação é uma forma de unir a rotina dos problemas do município com os projetos da prefeitura, resultando em soluções permanentes ou de longo prazo”, concluiu Carlos Pires.