Executivo formaliza interesse em instalar Brigada Municipal do Corpo de Bombeiros

O prefeito José Henriques realizou na última terça-feira, dia 9, uma reunião com membros do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais (CBMMG), representado pelo Coronel Angelo e pelo Tenente Cantelle. O encontro teve como objetivo analisar a instalação de uma Brigada Municipal da companhia em Cataguases, cujo interesse foi manifestado pelo prefeito na ocasião.
No mesmo dia, após a reunião, foi entregue um documento destinado ao Comando-Geral do Corpo de Bombeiros, localizado em Belo Horizonte, com a formalização do interesse da Prefeitura. Este é um dos pré-requisitos para a implantação da Brigada Municipal na cidade. Caso as tratativas avancem, o próximo encontro já será a primeira reunião oficial para iniciar o processo.

O prefeito José Henriques reforçou a importância da instalação da Brigada Municipal e se disse otimista quanto a sua  implantação. “Com este equipamento, nossos cidadãos serão atendidos com maior agilidade e eficiência, visto que o pelotão do Corpo de Bombeiros mais próximo fica em Leopoldina, sendo que aqui nós temos a população geral para ser atendida, as empresas e o Rio Pomba, que corta a cidade e nos causa transtornos. Esse é um sonho antigo, que foi tentado pelo ex-prefeito
Tarcísio Henriques em 1986 e por volta de 2006. Agora, com o apoio do Governo de Minas Gerais e do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros estou otimista quanto a instalação. Espero contar também com o apoio da iniciativa privada da nossa cidade”, afirmou.

A Brigada Municipal é formada a partir de convênio com o Corpo de Bombeiros, que oferece cooperação técnica com o equipamento consorciado gerido pela Prefeitura. O projeto valoriza e padroniza as ações desenvolvidas por profissionais
e instituições civis em atividades de prevenção e combate a incêndio previstas na legislação federal. Os profissionais da Brigada
também atuam em ações de busca e salvamento, primeiros socorros e atendimento pré-hospitalar, em complementação às ações realizadas pelo Corpo de Bombeiros. Além disso, o programa prevê a instalação da brigada nos moldes da lei estadual que trata das atividades auxiliares do Corpo de Bombeiros no estado.

Dentro do convênio, o município é responsável por prover os recursos humanos e materiais para o funcionamento da brigada, incluindo a edificação em que será instalada, os equipamentos, o efetivo (podem ser servidores públicos municipais ou voluntários) e os veículos. É possível a destinação, por parte do Corpo de Bombeiros, de viaturas não mais utilizadas pela corporação, que, embora necessitem de reparos, podem ter custo de manutenção mais vantajoso que a aquisição de um novo veículo. O objetivo do convênio é que prefeituras credenciadas possam estabelecer brigadas municipais compostas por voluntários ou agentes públicos capacitados.